terça-feira, 2 de março de 2010

Não cedi...

O cabelo bem chama...
chama...chama....
em voz alta diz "arranca-me. Anda lá...eu sei que tu queres..."

Vou lá com a mão...estou quase a ceder...mas, entretanto penso em todos estes dias de esforço. 
Então, em vez de ir com as mãos ao cabelo, uso-as para tapar os meus ouvidos para não ouvir aquilo que o meu cabelo me tem gritado!!

Ainda não cedi!

Nota: O Champoo da REDKEN é muito bom!! Muito bom, mesmo!!

9 comentários:

Anónimo disse...

tenho 16 anos... e isto dá cabo de mim desde os 11. estive 2 anos sem lhe tocar. cresceu. voltei. a minha risca já vai nas orelhas. o vento é o meu pior inimigo...

epa isto so depende de nos, nao é?

Tita disse...

tb tenho trico desde os 11 anos.
os dias de vento para mim são um pesadelo tb. Antes ainda conseguia amarrar o cabelo, mas agora nem isso, pois as falhas do lado ficam expostas!
então, nesses dias ando com uma fita.

Se depende de nós?
sim e não...
podes não acreditar, mas isto é uma doença...e não há remédio para isto! Portanto não depende de nós. Mas por outro lado, depende de nós o facto de conseguirmos controlar os impulsos!!!

Em alturas de maior stress é praticamente impossível conseguir controla-los. No entanto, cada momento em que digo "este fio não vou arrancar" é uma pequena vitória.

Anónimo disse...

Tita, conheci hj seu blog... Quero parabenizá-la pelo excelente trabalho e preocupação com quem também sofre desse mal. Ótimas dicas! Vou levar suas palavra comigo para que eu também não ceda. O problema é que nao afeta só a cabeça com as falhas, mas também causa LER. Foda isso tudo, né!? Não aguento mais.

Tita disse...

Calma!!
um passo de cada vez!!

a Trico tem esse poder, por isso temos de a contrariar!!
é mt mau, é...mas ha k contrariar, SEMPRE!!

beijinho

Anónimo disse...

Tita,

Li hoje o teu blog. De seguida criei o meu: www.omeucabeloeeu.blogspot.com

Tantas vezes desejei conversar com alguém sobre este distúrbio...conheci um rapaz com o mesmo problema e isso fez-me sentir melhor, menos esquisita...

Também sou do Porto, e gostava de conversar contigo sobre algumas terapias que fizeste. Neste momento tenho o cabelo rapado...é a minha terapia...
Ainda estou a criar o blog... espero conseguir transmitir as minhas vivências como tu conseguiste!
Parabéns!

Marta

Anónimo disse...

Olá Tita,

quem me dera ter a tua força. Todos os dias a Trico leva vantagem sobre mim. Ao fim de tantos anos acho que já nem dou conta.

Marta vi o teu blog. Não deixo comentário porque não me quero identificar para outros leitores que desconhecem a Trico e fazem juizos de valor muito duros e que não nos ajudam em nada. Tenho 32 anos e trabalho numa empresa onde nem quero imaginar se alguém descobre isto. Permite contactos anónimos e vou visitar-te mais vezes.

Volto a reforçar a ideia de que gostava muito mas mesmo muito de me encontrar um dia com alguém como 'eu'.

Beijos a todas
Xoxita

Marta disse...

Olá Xoxita e Tita,

Já mudei as definições...não sabia que não estava a dar para deixar mensagens anónimas! Já me podem visitar sem problema:)! Se quiseres falar inventa uma conta de email e contacta-me para martacblog@gmail.com

Até breve!
Marta

Anónimo disse...

Olha só as dimensões que a tua escrita está a tomar, meu doce!:)
bji gde
S.

ailton disse...

Olá, tbm sofro dessa doença, estou melhorando aos poucos, faço uso de 2 anti depressivo e um ansiolitico.

manha- 100mg sertralina + 1mg de alprazolan


noite - 150 mg de buspirona + 1 mg de alprazolan

tiro as sombrancelhas com as unhas, a mais de 15 anos.

hj tenho 47 anos