segunda-feira, 27 de maio de 2013

As "cicatrizes" da Tricotilomania

Estava estacionado...pensava eu...! Pelo menos, conscientemente, não arrancava cabelo...

Mas, se não arranco cabelo, porque não cresce? Porque continuo a ver cabelos?
A resposta é simples: percebi que, nas alturas em que ando mais tensa e com os níveis de ansiedade mais elevados, arranco cabelo durante a noite...enquanto durmo! Como descobri? Simplesmente acordei e percebi que a mão estava no cabelo...acendi a luz e, ao meu lado, haviam fios de cabelo arrancado...

Portanto, os meus alertas voltaram aumentar para os níveis máximos!

Hoje fui ao cabeleireiro e fiquei feliz porque vi milhares de cabelinhos a crescer! Significa que, apesar de tudo, o cabelo continua a ser um aliado! E continua a crescer...lindo e forte....
 Aqui ficam algumas fotos das peladas do meu cabelo, onde se pode ver os cabelinhos a crescer:

                                                             
Lado esquerdo

Lado Direito

Topo da Cabeça

E para ajudar o meu cabelo a crescer ainda mais lindo e ainda mais forte, a cabeleireira aconselhou-me a usar umas ampolas chamadas "Tiazolin Choc - Bioestimulante".                                                     

Portanto, aguardem por notícias...
e força a todos!!

16 comentários:

Anónimo disse...

Olá, sou um cara de 25 anos, tenho essa mania há 9 anos, e começei a me tratar a 4 anos. O meu problema desde sempre foi arrancar na hr de dormir, entao, qndo iniciei tratameno psicologico e psiquiatrico (pois tenho depressão tambem), a psicologa me orientou a dormir de toca, e apesar de ter recaidas as vezes, consigo ficar 1-2 meses sem arrancar, e isso esta dando certo, o numero de recaidas q tenho esta diminuindo e a auto estima q nunca tive esta aparecendo..

Espero q com essa dica, vc consiga resolver o seu problema de arrancar na hora de dormir..

Anónimo disse...

Eu quis dizer ''touca'' (gorro), rsrs

vanessax disse...

olha eu tenho 18 anos, e arranco o cabelo desde os 14, eu não consigo parar... tem época q arranco menos... tem época que só quebro o fio, mas ultimamente tenho arrancado muito quando eu estou ansiosa.. quando estou no computador.. ta incontrolavel, e o cabelo vai ficando feio.. procurando maneiras de disfarçar!!

Anónimo disse...

Olá, tenho 23 anos e arranco desde os 13, é complicado, houve épocas que eu consegui parar, ficar 6 meses sem arrancar, mas aí eu ficava colocando as pontas do cabelo na boca e soltava, só pra segurar o cabelo com a boca mesmo.
Quando eu parei de fazer isso com a boca voltei a arrancar e vice-versa várias vezes.

É muito difícil parar, é muito inconsciente, muitas vezes a força de vontade é insuficiente. Só me consultei com uma psicóloga sobre isso e ela me recomendou terapia em grupo, fiz 1x, mas não acredito que ouvir os problemas dos outros vá me ajudar. Verei um psiquiatra nesse mês ainda.

Anónimo disse...

Meu cabelo ficou muito fino, tenho pouco agora e muitos não nascem mais, provavelmente porque eu arranco com raiz. O problema é que gosto de sentir o cabelo saindo com raiz, sinto prazer nisso...isso que torna mais difícil parar.

Inês A. disse...

Não acredito que um ano depois de achar o teu blog e de me motivar a parar o vicio... já superorgulhosa de mim e do meu cabelo novo com 12 cm... por um simples cabelo branco arrancado voltei a ter 5 dias de recaídas. Os cabelos ao lado do meu portátil não me deixam mentir.

NÃO ACREDITO! Estava tão feliz... lá está... 4 semanas de trabalho e nervos intensos + fim de relação amorosa... aguentei firme 6 meses de pressão e descambei :( Ok... vim novamente ao teu blog porque sei que me ajuda imenso a motivar. Tu és um grande exemplo para todos :) Continua assim, Xaninha. Não te conheço, mas mesmo com as tuas recaídas és a minha inspiração. VAMOS CONSEGUIR!!! É só acreditar e vigiar! E é como dizes, nunca arracar o 1º... o resto vem por compulsão, mesmo quando parece controlado.

MUITA FORÇA PARA TODOS! VAMOS CONSEGUIR! Beijinhos!

Mayara Pinho disse...

Olá, tenho tricotilofagia, desde os 8/9 anos e hoje estou com 18!! É muito ruim viver com essa doença, ja fiz alguns tratamentos dermatológicos e psicológicos, em certos períodos meu cabelo cresce e fico com força de vontade de parar de arrancar, mas em um momento de ansiedade volto a arrancar tudo de novo!! Não sei o que eu faço pra parar de arrancar cabelo tenho vergonha, só posso usar um tipo de penteado, fico presa a grampos e tic-tac!! Conheci o blog hoje e ja vi algumas dicas que acho que vão me ajudar!! Força a todos!!

Mayara Pinho disse...

Olá, tenho tricotilofagia, desde os 8/9 anos e hoje estou com 18!! É muito ruim viver com essa doença, ja fiz alguns tratamentos dermatológicos e psicológicos, em certos períodos meu cabelo cresce e fico com força de vontade de parar de arrancar, mas em um momento de ansiedade volto a arrancar tudo de novo!! Não sei o que eu faço pra parar de arrancar cabelo tenho vergonha, só posso usar um tipo de penteado, fico presa a grampos e tic-tac!! Conheci o blog hoje e ja vi algumas dicas que acho que vão me ajudar!! Força a todos!!

Anónimo disse...

Olá, meu nome é Marco, tenho 25 anos e a 3 anos eu arranco meus cabelos. Tudo começou quando sai da casa da minha mãe para vir morar com um tia solteira que lutava contra um câncer. Nos momentos de ansiedade comecei a arrancar meus cabelos e esta situação perdura até os dias de hj. Já tentei raspar todo o cabelo, mas as falhas ficam visíveis mesmo assim, pois quando os cabelos começam a crescer os círculos sem cabelos ficam em destaque. Minha careca ficou parecendo preta com bolinhas brancas! Sempre quando estou sozinho eu começo a puxar tufos desde a raiz. Isso me dá prazer porém logo em seguida corro na frente do espelho e sinto uma grande culpa. A sacada da vez é pintar os buracos com caneta piloto preta. Uma vez eu fui num churrasco com o pessoal da faculdade e me jogaram na água. Nem preciso dizer o que aconteceu né?! Esta é uma situação que ao mesmo tempo é desconfortável dá a mim mto prazer. Queria parar. Todos os dias penso nisso. Mas estou preso no "repeat".

luciana disse...

Eu tenho tricô desde uns 7/8 anos e hoje tenho 25 anos é muito difícil eu achava que só eu tinha isso depois que vi que não estou só isso me deu uma força tão grande que querendo e tendo força de vontade e muita fé consegue mais sempre vai ter recaída por isso é uma luta diária meu cabelo já está sem nenhuma falha faz um ano que venho lutando dia após dia e estou conseguindo e isso dá mais alto estima ver que tá dando resultado não pode desistir nunca e quando der vontade de arrancar os cabelos veja vídeos de pessoas que estão conseguindo isso dá força para continuar força para todos nós.

Anónimo disse...

Olá, sou de Fortaleza-CE, e tenho tricotilomania desde os 11 anos!
Hoje tenho 19 e estou com muitas falhas na cabeça, mas dá pra esconder bastante quando ponho para trás e prendo com uma presilha.
Bom, nao sei se há alguem com os mesmos habitos que o meu... mas vou deixar meu testemunho:
Eu faço feridas na cabeça!! Não sei se sabem, mas na cabeça as vezes aparecem cravos, e por acaso eu descobri isso apenas cutucando a cabeça...
Daí comecei a tirar eles com a unha e se tornou uma ferida...
Depois descobri que a raiz sai bem facil quando esta ferida a regiao... a dor de sair a raiz na regiao ferida é muito prazerosa para mim, e de tanto tentar sentir essa dor (nunca arranco no local certo), ja estou com uma enorme falha que passa bem longe dessa ferida rsrs
Estou com ferimentos na cabeça a mais de 1 mes, eu tento nao mecher na cabeça para nao cicatrizar... estou com medo de nao nascer mais cabelos na regiao das feridas :(
a partir de ontem eu deixei cicatrizar as feridas, e vamos ver se vai nascer ou nao ne :/

Bjs, e que todos(as) se esforçem bastante, nao deixe que nada desanime vcs!

Indira Ruas disse...

Achei muito legal sua iniciativa! tenho ttm desde 2004, e tudo começou pq uma amiga me disse que era muito boa a sensação. É como uma droga! Resultado: ela parou com a mania, eu não! Isso só me faz mal! Já tenho tendinite no ombro esquerdo de tanto arrancar meu cabelo. É muito bom ouvir (ler) os relatos de outras pessoas. Uma coisa que tem me ajudado muito é a acupuntura. Tenho tido mais força de vontade! Ao contrário de médico e psicólogos, q só pioraram minha situação! um abraço, se cuida!

Anónimo disse...

Olá, tenho buscado pessoas nos grupos ou páginas de tricotilomania, talvez possa te ajudar, caso queira.
Este face que estou escrevendo é fake. Não quero ser identificada pq como a mioria das pessoas aqui,sofro com a tricotilomania há 20 anos. Mas o que vim fazer aqui, é divulgar e compartilhar uma informação de grande valia. Moro em São Paulo, Capital, e cansada deme esconder, levar a tal vida secreta do mundo da tricotilomania, venho buscando ajuda profisional incansávelmente... Porque sozinha eu não consigo. Descobri sozinha uma forma de tratar e queria compartilhar com quem quiser e precisa. A Associação Viver Bem, coordena um grupo específico de tatamento para tricotilomania no Hospital da Clínicas de São Paulo - HCFMUSP, sem nenhum custo para os pacientes. O Programa chama PRÓ-AMITI - Programa de assistencia e pesquisa em multi impulsividade e transtornos do impulso, no Instituto de Psiquiatria do hospital das clinicas de SP. O que é preciso para ser atendido, ter disponibilidade as quintas- feiras das 8 as 9:30hs, o programa conta com psiquiatra/ utilização ou não de remédio, psicólogos, terapia ocupacional e todos os exames e medicamentos custeados pelo programa, e pelo HC. Como poucas pessoas sabem que podem ser tratadas, por especialistas no asdunto, queria que vc divulgasse neste grupo. O grupo se ínicia em outubro gora e dura 28 semanas, toda quinta 8/9:30 no Instituto de Psiquiatra do Hospital das Clínicas de SP. O contato pra triagem é com uma psicóloga Enilde Muniz: enildetognimuniz@uol.com.br, com Rafael ou Mariana no Amiti/HC tel: 2261-7805, ou Edson Toledo, psicóogo e corrdenador do grupo no mesmo telefone. A pessoa entra em contato, explica que sofre com tricotilomania e quer ser atendido no programa, eles vão marcar uma triagem, o Rafael liga avisando o dia (uma quinta) onde o coordenador Edson realiza uma entrevista, passada a triagem, realiza alguns testes psicológicos com 4 psicólogas, e inicia a terapia ocupacional, tudo SEM NENHUM CUSTO, GRATUITO! só arca com a condução até o local. Recebe atendimento psiquiatrico, psicológico, exames necessários ( de sangue), terapia ocupacional e medicamento. Divulga por favor, se souber de mais alguém que precise e com certa urgencia, pq os grupos estão sendo montados para inicio em outubro e a triagem demora duas semanas ( duas quintas). Espero ter ajudado quem precisa e não sabe que o HC tem um programa especializado. Cheguei até o programa sozinha, pesquisando, pedindo ajuda. Espero poder ajudar quem precisa. Obrigada Lu

Mara disse...

Gnt!! Temos um grupo no whatsapp q tá dando certo... tds compartilham suas experiencias e dicas de como evitar de arrancar os fios... tb indicamos os blogs q vms descobrindo na internet... quem quiser participar manda msg q add... 86 99248382

Anónimo disse...

sei como é. Me identifiquei com seu caso. Ja consegui ficar até mais de 6 meses sem fazer isso... mas percebo que em momentos de ansiedade a mania se sobessai. É, muitas vezes, incontrolável e imperceptível.
Dps que se arranca o primeiro fio... ja aparece aquela coceirinha filha-da-puta no couro cabeludo e aí meu amigo... ja era. Tenho pensado seriamente em buscar auxilio médico ja que percebi tantos relatos de pessoas idosas que ate hoje nao conseguiram parar. Fico pensando na minha carreira e convivio social. Essa praga afeta totalmente esses dois pontos. Mas com fé em Deus ainda vencerei essa enfermidade.

Anónimo disse...

Oi bom dia pessoal! Tenho 30 anos e comecei a arancar aos 20 ja faz 10 anos q ta cada ves pior nao sei mais oq fazer estou desesperada������